Postagens

Porque a carne de boi esta cara?

aluno: João Pedro Galvao O valor da arroba do boi está cotado hoje em R$ 271,00 O conteúdo abaixo é de caráter exclusivamente informativo. Como é a produção de boi hoje? Em função das condições favoráveis, a produção de boi hoje do Brasil é bem elevada. Em relação ao mercado externo, o Brasil se consolidou como o maior exportador do mundo. Somente em abril de 2019, o crescimento foi de 56,8%, em comparação ao mesmo período anterior. Com milhões de toneladas enviadas a todas as partes do mundo, essa é uma das principais commodities. No ambiente interno, o consumo também é destacável. Por ano, o país tem um consumo médio de 42 kg, por habitante. Como investir em boi hoje na Bolsa de Valores? A commodity conhecida como boi gordo é uma das principais do brasil. Por causa da elevada produção, faz sentido que essa alternativa se destaque em relação a várias outras. Nesse caso, o investimento é feito, inicialmente, em bois magros que passam por um período de engorda. O objetivo é garantir máx
  Mutações gênicas As mutações gênicas são mudanças ocasionais que ocorrem nos genes, ou seja, é o procedimento pelo qual um gene sofre uma mudança estrutural. As mutações envolvem a adição, eliminação ou substituição de um ou poucos nucleotídeos da fita de DNA. A mutação proporciona o aparecimento de novas formas de um gene e, consequentemente, é responsável pela variabilidade gênica. Quando ocorre por adição ou subtração (mutações deletérias) de bases, altera o código genético, definindo uma nova sequência de bases, que consequentemente poderá alterar o tipo de aminoácido incluído na cadeia proteica, tendo a proteína outra função ou mesmo inativação da expressão fenotípica. Por substituição, ocorre em razão da troca de uma base nitrogenada purina (adenina e guanina) por outra purina, ou de uma pirimidina (citosina e timina) por outra pirimidina, sendo esse processo denominado de transição e a substituição de uma purina por uma pirimidina, ou vice-versa, denominada de transversã

CARROS AUTÔNOMOS: Você confiaria em entrar em um carro que se dirige sozinho?

Imagem
                                                                                               Discente: Danyla Rodrigues Simão, X termo. Você já se imaginou entrando em um ônibus circular que é autônomo, ou seja, um ônibus que não tem motorista, se dirigindo sozinho? Deixa-me te contar, esses veículos já existem, no entanto, ainda está longe de circulação no Brasil, mas em Tóquio estudam utilizarem cerca de cem micro-ônibus sem motorista para fazer o transporte de atletas de um estádio para outro. [1] Os carros autônomos são veículos robotizados que são projetados para se moverem sem precisar de um motorista para conduzi-lo, algumas empresas já testaram essa nova tecnologia, como a Audi, BMW, Ford, Google, General Motors e Volkswagen. [2] A google mesmo não sendo uma empresa montadora de veículos estuda utilizar os veículos autônomos para uso próprio, sendo o primeiro teste realizado em 2015, onde a empresa colocou uma frota de 7 carros autônomos para circular nas rodovias d

O QUE É A COMPUTAÇÃO INTELIGENTE

Imagem
                  Gleiçon de Oliveira ferreira Acadêmico de Bacharelado em Direito Faculdade do Vale do Juruena - AJES                A computação sempre esteve no centro do avanço tecnológico e também é uma força crucial para impulsionar o mundo inteligente. A Computação Inteligente da Huawei foi estrategicamente pensada em computação, gerenciamento e inteligência artificial (IA), com a construção de inovadoras plataformas de computação Kunpeng, Ascend e x86, para liberar o máximo poder de computação.                             A Computação Inteligente da Huawei fornece soluções completas para todos os cenários de cloud-edge-device, acelerando a transformação inteligente dos data centers e setores tradicionais e abrindo caminho para um mundo inteligente e totalmente conectado.  Com o avanço da tecnologia varias empresas no ramo da tecnologia estao cada dia mais buscando em capacitar seus proficionais a buscarem desenvolver mecanismo que facilitem a vida do ser humano como os mecanism

DIREITO ESPACIAL

Por Dener Weslley Pretelli Rocha - Acadêmico do Curso de Bacharelado em  Direito - Faculdade do Vale do Juruena - Ajes O espaço sideral é certamente muito desconhecido, e talvez lá resida o futuro da humanidade, afinal o Planeta Terra tem recursos limitados e que se esgotam todos os dias. Várias nações ao redor do globo terrestre desenvolvem tecnologias querendo buscar entender o desconhecido, como é o exemplo da mais famosa agência espacial do mundo, a NASA que constantemente manda missões ao espaço. O fascínio pelo espaço sempre foi algo muito presente na história humana, como é o caso da antiga civilização grega, que tinham verdadeira admiração por ele. Mas o que nos interessa é o que aconteceria se nos encontrássemos diante de uma situação onde a vida humana seja capaz de prosperar fora da terra. Como é o caso do empresário Elon Musk que pretende construir uma colônia espacial de aproximadamente 1 milhão de habitantes em Marte. [1] Nesse caso qual direito regeria a colônia es

BIOTECNOLOGIA INDÍGENA

  Murillo da Silva Dantas Acadêmic o do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade do Vale do Juruena – AJES  Sempre que o tema tecnologia vem a mente pensamos em computadores, celulares, inteligências artificiais, alimentos transgênicos e mais uma infinidade de conquistas que a pouco pareciam futuro distante de nossa realidade. Entretanto mudanças em nosso clima, natureza e hábitos propiciou um engrandecimento do que consideramos tecnologia. Dentre um dos novos conceitos de tecnologia enquadra-se a Biotecnologia que segundo a ONU (Organizações das Nações Unidas) de significa: “ biotecnologia significa qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos, ou seus derivados, para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica. ” (ONU, Convenção de Biodiversidade 1992, Art. 2). [1] Ou seja, qualquer avanço tecnológico no que se refere ao “orgânico” se encaixa em biotecnologia. Nada obstante a conquista pareça jovem, um

O DIREITO INTERPLANETÁRIO

  Murillo da Silva Dantas Acadêmic o do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade do Vale do Juruena – AJES  Novos ramos do Direito tem sido alvos de discussões fervorosas, dentre eles o Direito interplanetário, ou Direito espacial tem ganhado bastante relevância, uma vez que as viagens espaciais têm se tornado cada vez mais numerosas, ao passo de serem construídos planos pela SpaceX de turismo interplanetário. Entretanto, com esta possibilidade surgem questionamentos. De quem são as terras a serem visitadas de outros planetas ou planetoides? Segundo Oscar Martins Gomes, ainda em 1962 as discussões já haviam sido abertas: A imprensa noticiou, em dezembro último (1962), que a Inglaterra propôs recentemente à Organização das Nações Unidas um projeto, em aditamento aos já apresentados pelos Estados Unidos e pela Rússia, formulando vários princípios básicos sobre o uso e exploração do espaço cósmico, em quatro itens. O primeiro declara que o espaço exterior e os cam

DESMATAMENTO LEGAL x DESMATAMENTO ZERO

Imagem
                  Raphael Schaffel Nogueira Acadêmico de Bacharelado em Direito Faculdade do Vale do Juruena - AJES               Grandes empresas, em especial dos setores frigoríficos, apresentaram nos últimos meses, iniciativas para contribuírem com o combate ao desmatamento no Brasil, em especial na Amazônia. As iniciativas surgiram em um momento em que o Brasil é alvo de discussões de algumas entidades internacionais, no que diz respeito a políticas ambientais.             As empresas prometem intensificar o controle de origem de seus fornecedores, para que não recebam produtos de áreas rurais que praticam o desmatamento. Ocorre que o termo “desmatamento zero” utilizado nestas iniciativas, afetaria também propriedades rurais em que ocorreu desmatamentos ocorridos de acordo com as leis nacionais, sendo estes legais.               O Brasil possui uma das mais modernas e rigorosas Legislações ambientais do planeta. O Código Florestal Lei 12.651 de 2012 e a Lei de Combate a

BULLYING NAS ESCOLAS: UM MAL QUE PRECISA ACABAR!

Imagem
Jéssica Naiara Borges - Acadêmica de Bacharelado em Direito (X Termo), Faculdade do Vale do Juruena- AJES Por muitos anos o termo Bullying era conhecido como apenas brincadeiras de crianças, brigas bobas e sem mal algum, porém com o tempo essas brincadeiras e brigas bobas começaram a se agravar, humilhando a ponto da vítima cometer suicídio. O bullying pode ocorrer em qualquer ambiente, porém nas escolas a prática desse mal acontece com mais frequência, crianças e adolescentes em fase de desenvolvimento, que talvez não tenham respaldo de suas famílias para que possam entender que existem diferenças entre as pessoas, acabam cometendo o bullying e colaborando para o crescimento desse problema. Geralmente as pessoas que sofrem bullying, são aquelas que não estão “dentro dos padrões” impostos por uma sociedade, acabam sendo perseguidas e descriminadas, com atos que prejudica sua saúde mental e muitas vezes física também. É dever da escola buscar meios para que essas agressões não ocorram o

CRIME DOLOSO E CULPOSO

Imagem
 Evandro ksiozek Acadêmico do Curso de Bacharelado em Direito, Faculdade do Vale do Juruena - AJES CRIME DOLOSO E CULPOSO Diz-se que um crime é doloso quando o agente quis ou assumiu o risco   de produzir o resultado. O crime é culposo quando, mesmo não querendo, o agente deu causa por imprudência, negligência ou imperícia. Destaque-se que a regra imposta pelo Código Penal é a modalidade dolosa, sendo punível o fato culposo apenas quando houver previsão legal. O mais simples conceito de dolo é “vontade”, ou seja, quando o agente age dolosamente, ele age com vontade, buscando atingir o resultado. Há um desejo de produzir o resultado. Este é o dolo direto, o sujeito busca determinado resultado. De outro lado, existe ainda a possibilidade de o agente, mesmo não agindo no sentido de tentar concretizar determinado resultado, ele vislumbra que por meio de seus atos o resultado pode acontecer e ele assume esse risco. É o chamado dolo eventual. O dolo eventual é equiparado ao dolo direto p
  A PROTEÇÃO E A RESPONSABILIDADE DO AGENTE PÚBLICO EM TEMPOS DE PANDEMIA Amanda Bassani      Acadêmica do Curso de Bacharelado em Direito, Faculdade do Vale do Juruena - AJES A pandemia do novo coronavírus levou o governo brasileiro a adotar uma série de restrições para tentar reduzir o contágio e a disseminação da doença. Dentre essas medidas, o isolamento social e a quarentena foram as de maior destaque e essenciais para reduzir a movimentação popular e a aglomeração de pessoas. As restrições para a proteção social foram previstas na Lei nº 13.979/2020. Contudo, várias situações precisaram ser regulamentadas pelo Chefe do poder Executivo, por meio da expedição do Decreto nº 10.282/2020, "dentro da competência constitucional que incumbe o Presidente da República de emitir decretos para assegurar o fiel cumprimento das leis", como lembra o professor José Afonso da Silva¹. O Decreto nº 10.282/2020 listou inicialmente cerca de cinquenta e sete atividades consideradas como

INTERNET DAS COISAS: UM SALTO TECNOLÓGICO

                Thaís dos Santos Maciel Soares              Acadêmica do Curso de Bacharelado em Direito, Faculdade do Vale do Juruena - AJES                O termo internet das coisas surgiu com Kevin Ashton em 1999 e hoje é aplicado para se referir à evolução no âmbito tecnológico no que dita a possibilidade de conectar diversos itens que podem ser utilizados no dia a dia das pessoas. Os especialistas defendem que por meio desta conectividade será possível reduzir, economizar e otimizar a utilização dos recursos naturais para realização das tarefas cotidianas. Entretanto, para que a Internet das Coisas possa ser utilizada, é necessária a implantação de uma internet capaz de promover uma conexão com alta velocidade. Sendo assim, a conexão 5G promete garantir que isso seja possível. No Brasil tal conectividade ainda não foi desenvolvida, mas apresenta fortes incentivos para que seja instalada em breve. Tanto que, se encontra no Senado Federal, o projeto de Lei 6549/2019, do Deputado Fe

Chatbot jurídico: você sabe o que é?

Imagem
 Ellen Dominique Botelho Campanholi,  Acadêmica de bacharelado em Direito  Faculdade do Vale do Juruena - AJES Num mundo cada vez mais avançado e tecnológico, muitas vezes as pessoas não tem paciência para esperar algo e sempre querem respostas rápidas. Dessa forma, os chatbots foram desenvolvidos para atender essa demanda. Chatbot nada mais é do que um programa de computador que pode utilizar inteligência artificial para trocar mensagens e simular conversas com outros usuários. Ou seja, trata-se de um robô que consegue conversar normalmente com um ser humano do outro lado da tela, através da tão falada Inteligência Artificial. Enquanto você navegava pela web, com toda certeza já foi abordado por um desses. Com a inteligência artificial, o software armazena todas as palavras escritas pelo usuário para processamento posterior, dessa forma, o bot consegue responder através de sugestões adequadas para cada assunto, não precisando existir uma pergunta programada. O chatbot jurídico pode se

MUTAÇÃO PROFISSIONAL: Estão nos transformando em “Máquinas Humanas? Ou Humanos Máquinas?

Imagem
Adriana Maria Neis Bourschaidt, Acadêmica de Bacharelado em Direito na Faculdade do Vale do Juruena – AJES MUTAÇÃO PROFISSIONAL: Estão nos transformando em “Máquinas Humanas? Ou Humanos Máquinas? Com todas as mudanças ocorridas nos últimos tempos, e acelerada pela pandemia por Covid-19, tem se observado que, cada vez mais o aumento na procura por profissionais que se reinventam, cujo perfil seja a excelência profissional, ou seja, aquele que ultrapassa as expectativas, que entrega mais do que esperam de você, e que, se supera a cada dia, que domina várias habilidades, que seja amplo, dinâmico e globalizado. É pontual que, o mercado de trabalho sofreu mudanças de grande proporção, impondo exigências de novos perfis profissionais, estamos em meio a um cenário de transição, onde o novo modelo de profissional para se destacar, deve estar enquadrado nos moldes de excelência, de forma que, além de possuir habilidades técnicas específicas de sua área de atuação, deve ter somado ainda ao seu